Problemas pessoais

Todos nós somos um conjunto de experiências e tendências vividas até o presente   em incessante mudança, que desenha e define seu plano futuro. Viver é adaptar-se e todos somos seres abetos ao mundo, com plenas chances de nos adaptar a QUALQUER realidade e nos tornar aquilo que desejamos ser. É impossível explicar dores, angústias e conflitos, apenas compreender e tentar entrar no “mundo pessoal e único” de cada pessoa para ajudá-la em situações difíceis. “A angústia é a vertigem da liberdade” (S. Kierkegaard) – o trabalho psicológico é angustiante e penoso como um garimpo, mas é o caminha para a liberdade de ser quem você realmente é e pode ser.

Quando devo procurar ajuda?

Você deve procurar ajuda quando sua vida estiver comprometida (quando um problema está causando perdas, limitações e fracassos) e quando seu bem estar também. Casos de luto (até por animais), problemas de relacionamento com parceiros, problemas sexuais, problemas nas relações com outras pessoas e familiares, temperamento explosivo ou impulsivo, compulsões, fobias (medo desproporcional), depressão, estresse excessivo, autossabotagem e comportamentos de risco (contra você, como idéias de suicídio ou contra outras pessoas, ansiedade desproporcional dentre outros.

“Ninguém pode fazer você infeliz, apenas você mesmo”
(Dra Marina Baitello)